domingo, 25 de abril de 2010

Avatar e a profunda filosofia panteísta


Avatar, o último filme do incrível diretor James Cameron (que já saiu dos cinemas) segue nas videolocadoras faturando rios de dinheiro e trazendo para a mente dos telespectadores uma fantástica viagem a um mundo de sonhos e fantasias. As cópias disponibilizadas em 3D tornam ainda mais divertidas as quase 3 horas em que o filme se desenvolve.

Mas o que poucos sabem é que Avatar difunde uma ideologia que está se desenvolvendo fortemente nos Estados Unidos e na Europa, ideologia essa intitulada de Nova Era.
Este movimento apresenta-se com um mix de esoterismo, ocultismo, hinduísmo e panteísmo (religião do diretor James Cameron), onde o próprio homem precisa atingir a consciência de que é deus. Segundo a Nova Era, não é a Deus que devemos amar, mas a nós mesmos, como divindades.
Ainda consultando algumas fontes, pude entender que o significado da palavra Avatar vem de uma série de manifestações ou reencarnações do deus vishnu, um dos vários nomes utilizados para a representação de satanás. Avatar aparece com frequência nos escritos da Nova Era como uma forma de exaltação do Maytreia (anticristo).

Em vários momentos do filme é possível perceber o tipo de adoração que os personagens dedicam aos deuses hindus e ocultistas pagãos, como por exemplo, a Eywa (deusa Mãe de Tudo). É perfeitamente compreensível o tipo de ataque que o diretor Cameron faz ao Cristianismo, já que o mesmo, sempre se dedicou a tal prática e também, não me espanta saber do valor gasto por Hollywood para promover um culto tão grandioso à natureza e aos espíritos (a grande maioria dos diretores são adeptos da Nova Era).

Mesmo diante de tais argumentos, eu tenho que confessar que o filme é de excelente qualidade, fotografia fora de série... Mas cabe a mim, como cristã, deixar claro que nada nem ninguém podem substituir o verdadeiro sacrifício de Jesus Cristo, nem mesmo as mensagens pregadas por Hollywood nos filmes super produzidos.

Queridos amigos, vamos ficar mais atentos as mensagens que os filmes e a própria mídia nos passam de forma sutil e muitas vezes, subliminar!

4 comentários:

Gessy disse...

Nossa! Nunca que eu saberia disso. Até porque eu nem vi o filme ainda, e nem tenho interesse em ver. Mas foi bom o alerta!

;*

Lys Fernanda disse...

Taí um filme que eu tenho vontade de assistir, beijoos!
;D

Hamilton H. Kubo disse...

Ótima observação Nana.

Deixo meus parabéns pelo alerta quanto à mensagens subliminares, que estão presentes não so em filmes mas na mídia de modo geral.

Beijos e parabéns novamente!

pablorochapoesias.com disse...

Simplesmente adorei seu blog. Posts interessantíssimos e um visual excelente! Minha admiração! Bjs